11 94770-8650
11 4724-9306
Pontal Estoque Avalie seu Carro Blog Contato

BLOG

Veículos seminovos com procedência e qualidade garantida.Confiança e credibilidade em venda de carros usados

As marcas mais procuradas de seminovos
Os seminovos e usados continuam sendo a preferência dos brasileiros que estão em busca do melhor negócio. Parcelas baixas, financiamento facilitado e pouca depreciação, são apenas alguns dos motivos que muitos consideram na hora de comprar um veículo. No primeiro quadrimestre do ano, a cada quatro automóveis adquiridos por meio de consorcio, três foram seminovos. Dados divulgados pela Fenabrave mostram que a venda de veículos seminovos subiu 14,5% no primeiro semestre de 2018. Somando automóveis comerciais leves, ônibus e caminhões, foram emplacados o total de 1.166.663 unidades de janeiro a junho contra 1.019.208 no ano anterior. Enquanto a venda de veículos 0 km não encontra uma posição estável no mercado brasileiro, os carros de segunda mão representam grande parte das comercializações. A vasta opção de modelos com ótimos preços e itens de conforto e segurança tem atraído o consumidor em que está em busca do melhor negócio. Entre a lista de seminovos mais procurados, estão modelos consagrados e que já foram campeões de venda, Hatches, sedãs e até picapes, dividem a preferência dos motoristas. O Volkswagen Gol e o Fiat Uno continuam sendo os preferidos dos brasileiros, representando sozinhos 118.562 Das negociações em junho de 2018. Outro modelo que não ficou para trás é o Fiat Palio, sendo comercializadas 45.458 unidades durante todo o mês. Em quarto lugar temos o Chevrolet Celta com 26.087 unidades vendidas e em quinto, o Volkswagen Fox, com 21.549. Em busca de uma operação de veículos lucrativa, concessionarias e lojistas também passaram a dar destaque na venda de seus seminovos, adotando diversos sistemas de repasse de veículos que padronizam o processo de vendas de seminovos, melhorando a produtividade da equipe de vendas e obtendo um maior controle de estoque. Incentivados pela agilidade que a tecnologia proporciona e pelas vastas opções de veículos, os novos consumidores vêm moldando o futuro da indústria automotiva. Ferramentas como a Passe Carros facilitam a troca e venda de veículos seminovos e usados neste setor, padronizando e profissionalizando o processo de vendas através do sistema B2B mais completo no setor de venda de automóveis no Brasil. Fonte: Terra  
Ver mais
Carros Usados: 10 dicas na hora de escolher o seu
Os preços dos veículos 0 km no Brasil aumentam mês a mês e o brasileiro reclama – com razão – que esses valores não resultam em boas compras. É muito comum ver um modelo caro e que não oferece um simples ar-condicionado de série em um país de clima quente como o nosso. Por esses e tantos outros motivos, a opção por seminovos e usados passou a fazer parte da rotina. Mas junto com a compra considerada vantajosa, é preciso checar alguns itens antes de sair da loja ou retirar o veículo com o proprietário anterior.Especialistas consultados também recomendam verificar se o carro já foi batido, se possui pendências jurídicas e se vem com o manual do proprietário e chave reserva. As respostas para essas questões você confere nesse guia que Autoesporte preparou. 1- Quais as recomendações primordiais na hora de comprar um usado? O diretor executivo da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), Nilton Monteiro, enumera dois passos. O primeiro é optar por esse tipo de compra em uma concessionária da marca do carro pretendido. “É um local que geralmente oferece alguma garantia e dados mais fidedignos do veículo”. O segundo é ir acompanhado de um mecânico de confiança no momento da compra. “Ele vai saber por onde começar a olhar o automóvel”, reforça.   2- Em quais lugares é mais recomendável efetuar a compra de um usado? Para o gerente de avaliação de usados da Personal Car Auto, empresa de assessoria automotiva, Tércio Andrade, opte primeiro por uma concessionária ou loja. “Esses lugares costumam fazer um filtro do que é essencial para entregar o carro ao futuro proprietário, como saber se ele foi recuperado de um sinistro e se há bloqueios administrativos. Comprar de locadoras também pode ser bom negócio, já que a maioria adquire os carros de um único dono.” 3- No momento da compra, o que deve ser checado visualmente no carro? De acordo com o consultor da rede Oficina Brasil, Marcos do Amaral, no momento da compra deve-se verificar todos os itens de segurança desde a validade do extintor, a existência de chave de rodas, triângulo e até as condições do estepe. “Deve também verificar o nível de óleo e sua periodicidade de troca e solicitar até o histórico de manutenção do veículo, para que o futuro dono dê continuidade na conservação.” 4- E o que deve ser checado em termos de mecânica? Uma dica básica, segundo Monteiro, é ligar o carro em marcha lenta e verificar os níveis de ruído na cabine e de vibração do volante e da alavanca de câmbio – no caso de um modelo manual. “Dê uma volta no quarteirão para checar também se há folga no pedal de freio e como o veículo se comporta quando passa em um buraco.” Os especialistas recomendam, se possível, levar um mecânico de confiança no momento da compra. “Ele, ao ligar o veículo e dirigir, terá condições de avaliar com mais precisão”, lembra Amaral. 5- Existe algum macete para descobrir se o carro foi batido ou sofreu enchente? Se o carro foi bem consertado é difícil perceber. Mas o que os profissionais recomendam verificar é o alinhamento de portas, capôs e porta-malas, se há irregularidade nos tons da pintura e olhar minuciosamente os parafusos, em especial das portas e tampas. “Esses parafusos, quando vêm de fábrica, são geralmente pintados na cor da carroceria. Quando eles são de outros tons, é porque já houve algum conserto”, diz o gerente de varejo da Dekra, empresa de vistoria, Fernando Masetti.   6- Adquirido o veículo, quais os próximos passos burocráticos? Após comprar um veículo, é necessário fazer a comunicação de venda ao Departamento Estadual de Trânsito do município e a transferência em um prazo de até 30 dias. Algumas unidades do Detran oferecem um passo a passo completo para consulta na área de Veículos do em seu sites. Caso o licenciamento não esteja pago ou existam outros débitos pendentes, é preciso quitar tudo para efetuar a transferência.   7- Como é possível verificar se as revisões anteriores foram realizadas em concessionária e se um possível recall foi atendido? Masetti recomenda que, quando for adquirir o veículo, se dê preferência a modelos que venham com o manual do proprietário. “É lá que vêm os carimbos das revisões feitas em uma autorizada.” No caso do recall, o vendedor deve guardar a carta de convocação e o documento emitido pela autorizada de que ele foi realizado para que sejam entregues ao futuro dono.   8- Há alguma forma de verificar se há pendências jurídicas? Andrade diz que a forma mais usual são as consultas aos portais do Detran, da Secretaria da Fazenda e da prefeitura da cidade. “Nesses endereços é possível consultar débitos do veículo por meio de CPF e/ou CNPJ.”   9- Como é possível checar a autenticidade do chassi e do motor? O Detran sugere ao comprador que entre em um acordo com o vendedor para a realização de uma vistoria. Ela é gratuita e atesta a autenticidade da legalidade do motor e do chassi do veículo, além dos equipamentos obrigatórios (como pneu, extintor e espelhos retrovisores, entre outros). O laudo da vistoria poderá ser usado por até 30 dias após sua emissão no processo de transferência. Mas reserve tempo na sua agenda para fazer a checagem.   10- A lei protege quem compra o carro de um vendedor particular? E de uma loja? Andrade e Masetti ressaltam que o veículo comprado de uma loja conta com uma garantia assegurada pelo Código de Defesa do Consumidor. O prazo é de 90 dias para reclamar de vícios em geral – e não apenas de problemas no motor e no câmbio. “No caso de um vendedor particular, há a proteção do código civil, mas o trâmite é um pouco mais complicado, exigindo a contratação de um advogado e a abertura de um processo”, diz o gerente da Dekra. FONTE: Portal Auto Esporte
Ver mais
Veja como pedir a restituição do IPVA ao ter o carro roubado
Você sabia que é possível pedir a devolução do IPVA pago se você tiver o carro roubado ou furtado? O benefício é previsto em quase todos os estados brasileiros - menos no Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Pará, Paraná, Piauí e Santa Catarina - e funciona como uma compensação para os proprietários que já haviam pago o imposto, mas acabaram ficando sem o veículo.  Vale dizer que na maioria dos estados, o IPVA é retornado somente após um ano ao registro do crime e é proporcional ao valor pago até o ocorrido. Se foi efetuado apenas duas parcelas no imposto, o proprietário receberá o reembolso desse valor, se o pagamento foi de uma só vez, então a restituição será integral. Para dar entrada ao processo, é preciso comparecer a uma unidade da Secretaria da Fazenda (Sefaz) com o boletim de ocorrência, documentos do veículo e do proprietário. Mas isso só vale para automóveis com a documentação em dia. A lei varia em cada estado, por isso, vale a pena ficar atento em relação ao recebimento do valor do IPVA, caso o veículo seja recuperado pela polícia. Em alguns estados, como em São Paulo, é devolvido apenas o valor proporcional ao período em que o veículo ficou desaparecido e o imposto volta a incidir, após o retorno.  Dúvidas específicas sobre o procedimento de cada estado podem ser tiradas através dos sites ou telefones dos órgãos responsáveis. Confira abaixo:   Amazonas - Site da Sefaz - telefone: (92) 2121-1600 Bahia - Site da Sefaz - telefone: 0800 0710071 Distrito Federal - Site da Sefaz - telefone: 156 (opção 3) Espírito Santo - Site da Sefaz Goiás - Site da Sefaz - telefone: (62) 3269-4202 Maranhão - Site da Sefaz - telefone: (98) 3217-4500 Mato Grosso – Site da Sefaz - telefone: (65) 3617-2900 Mato Grosso do Sul - Site da Sefaz Minas Gerais - Site da Sefaz Paraíba - Site da Secretaria de Estado da Receita - telefone: (83) 3218-4545 Pernambuco - Site da Sefaz - telefone: 0800-285-1244 Rio de Janeiro - Site da Sefaz - telefone: (21) 2334-4300 Rio Grande do Norte - Site da Secretaria da Tributação - telefone: (84) 3209-7880 Rio Grande do Sul - Site da Sefaz - telefone: (51) 3214-5000 Rondônia – Site da Secretaria de Finanças - telefone: (69) 3211-6100 Roraima - Site da Sefaz - telefone: (95) 2121-9060 São Paulo - Site da Sefaz  - telefone: 0800 170 110 Sergipe: Site da Sefaz - telefone: (79) 3216-7000 Tocantins - Site da Sefaz - telefones: 0800-631144 / (63) 3218-1200 FONTE: Revista Auto Esporte
Ver mais

Unidade 1

Rua Ipiranga, 1.310 - Centro - Mogi das Cruzes
FONE: 4724-9306

Unidade 2 (Dentro do Posto Ipiranga)

Avenida Japão, 1.363 - Alto Ipiranga - Mogi das Cruzes
FONE: 4735-2121
Desenvolvido por A9 Comunicação